cases

Desde sua fundação em 2003, a AD Comunicação & Marketing vem atuando nas áreas de turismo, esportes, negócios, cultura, propaganda & marketing e beleza. Graças a isto desenvolveu excelentes contatos com jornalistas especializados nestas editorias e também com operadoras, agências de turismo, OTAs e casas de incentivo.

Artistas e designers brasileiros lançam projeto de fabricação e doação de máscaras Face Shield para entidades de saúde de todo o Brasil

Os equipamentos são feitos em impressoras 3D por voluntários

Logo no início da quarentena no Brasil, um grupo de artistas e designers atentos à falta de Equipamentos de Proteção Individual para profissionais de saúde do sistema público, lançou o projeto SUS VIVO (@projetosusvivo), para fabricação e doação de máscaras Face Shield. Hoje, tão pouco tempo depois e graças ao trabalho de voluntários que cuidaram da impressão dos produtos em 3D, mais de mil unidades já foram entregues.

Entre as entidades paulistanas beneficiadas estão o Centro de Acolhida Casa Verde, na zona norte, as equipes de resgate do Corpo de Bombeiros de quatro batalhões da zona sul (Guarapiranga, Capão Redondo, Teotônio Vilela e Santo Amaro), o Hospital São Paulo, também na zona sul, e sete Unidades Básicas de Saúde, bem como asilos e grupos de assistentes sociais. Já no interior, entre os beneficiados estão o Hospital da Criança de Guarulhos, o GPACI – Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil de Sorocaba e Unidades de Pronto Atendimento de Bauru.

A partir da próxima semana o projeto começa a seguir as urgências do mapa epidemiológico, rumo às maiores áreas de risco de todo o Brasil. A primeira parada será em Manaus, com a doação de 1.200 máscaras.

A expansão será possível graças à aquisição de um molde de plástico injetável, que permitirá que a produção seja industrializada e aumente de 100 para 4.000 unidades por dia. O SUS Vivo conta com o apoio da @anurbanshop, @baw_official e @mtnbrasil.

Quem quiser contribuir pode acessar uma vaquinha virtual disponível em www.vakinha.com.br/vaquinha/projeto-susvivo, doar itens para a fabricação ou então cuidar das impressões 3D. Outra grande necessidade é o transporte dos produtos. Até ambulâncias já foram usadas para este fim, mas o apoio de voluntários é essencial.